Uncategorized

Retinopatia Diabética

Os dois tipos:

Retinopatia diabética não proliferativa, que pode levar a perda de visão central como consequência do inchaço (edema) na mácula.

Retinopatia diabética proliferativa, onde são formados vasos sanguíneos defeituosos, denominados neovasos.

A retinopatia diabética surge em paciente com diabetes, principalmente quando a glicemia não está controlada. No estágio inicial, a doença geralmente não apresenta sintomas. Porém, com sua progressão, a pessoa afetada passa a queixar-se da percepção de manchas, visão embaçada, perda de campo visual periférico ou central e, sem tratamento, até mesmo cegueira.

Essa doença pode ser evitada realizando o controle periódico da glicemia, fazendo uso correto dos medicamentos e visitando o oftalmologista com frequência para rastreio de complicações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *